sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Consciência Negra: Pra Quem e Pra quê?

 Eu "adoro" esse discursinho raso de que "não precisamos de um Dia da Consciência Negra", que cotas é segregação e blablablá. Mais um pouco e imagino o sujeito de mãozinhas dadas com os amiguinhos saindo pelas ruas e cantando Imagine, do John Lennon. Mas, sinto informar, a vida é real e de viés. Hoje, mais de um século após a abolição da escravidão ainda temos uma sociedade eivada de preconceitos, de racistas cada vez mais radicais que se orgulham de ver explodindo um sentimento de ódio que sempre esteve latente nas veias da sociedade.

 É o negro que mais sofre as agruras sociais, é o que primeiro corre quando a polícia chega porque se ficar é o primeiro que cai. É a mulher negra que é sempre a mais estigmatizada, a mais sexualizada, a que menos inspira credibilidade ou confiança. São os negros, ainda, que ocupam os piores empregos, ganham os piores salários e tem menos oportunidades porque sempre, durante a vida toda, esbarram no "problema" da cor da pele. Não podemos "segregar com cotas ou dia especiais" mas podemos segregar nas favelas, nas comunidades. Sejam lindos e livres, negros...mas no lugar de vocês! 

Quantos negros há nas universidades, ainda que sejam a maioria da população? Quantos na escola do seu filho? No cursinho de inglês? Na balada da modinha? Na academia? Na sua empresa? Quantos? Mas, ok. Você está em paz, afinal é contra a segregação, "tem até amigos negros" ou " sabe que tem negro que é ainda mais racista do que branco". Isso alivia e lava a sua alma branca. Impoluta. "Se há um mundo injusto lá fora não fui eu quem construí."

Vamos instituir então o dia da PAZ DA CONSCIÊNCIA BRANCA. Que tal? Ao menos assim, quiçá nos outros 364 dias você possa sair da zona de conforto de quem vive cercado de privilégios apenas por pertencer a determinada raça, a determinada classe, e a determinado gênero, para se colocar no lugar de quem sempre foi inferiorizado, marginalizado, calado, castrado, e possa fazer algo realmente mais efetivo para equilibrar o mundo que a gente vive, que é só um pouquinho maior do que esse seu aquário. Vai refletir, vai! Entendeu agora pra que "serve" o dia da Consciência Negra?


Nenhum comentário:

Postar um comentário