terça-feira, 22 de setembro de 2009

RAPIDINHAS DO PEDRINHO

FAZENDO A LIÇÃO!

Com toda a diposição que as segundas lhe conferem, Pedrinho foi fazer a liçao:
"-Pedro que letra é essa?
-L de laranja!
Passados dois segundos, pergunto:
-Pedro, laranja começa com que letra?
-Com A!!!
Já aumento a voz:
-Com A, Pedro? Laranja começa com A?
Ele 'acorda' e percebe que respondeu errado e emenda:
-É; começa com A...A LARANJA!!!!!"

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

"SOPRO MÁGICO"


Sábado é meu aniversário e apesar da natureza ser generosa comigo, (sempre me dão uns anos a menos) acredito que "esse negócio de idade" seja mesmo um estado de espírito. Têm dias que acordo com a "idade da loba" mas vou dormir com a idade da "chapeuzinho". Tem dias , ainda, que acordo com a idade da "chapeuzinho" e vou dormir com a idade da "vovózinha"! Fica difícil analisar se estou ficando velha ou não. Mesmo porque, só envelhece aquele que rejeita que "o novo sempre vem". Só é velho quem perde a vontade de aprender com a tenacidade, com a impulsividade que a juventude tem. Só é velho quem perde a capacidade de ouvir, de aprender, de se interessar por alguma coisa que não seja a sua "verdade absoluta". Só é velho quem tem medo de se surpreender, de se arriscar, de começar de novo...devo confessar que tenho meus dias de "velhice"mas faço o posssível para que eles não se tornem  constantes. Procuro sempre alguma coisa que me traga "o sopro mágico da renovação". Um sopro que vem em qualquer idade, quando vc faz alguma coisa que te realiza, que te arrebata, que te comove, que te emociona...e que por consequência te renova, te sacia, te deixa pleno...em verdadeiro êxtase! Nesses instantes, falar em idade cronológica...fica pequeno demais!!!!
Portanto, felizes daqueles que, com o passar dos anos, se especializam cada vez mais, com muita sensibilidade, em "decifrar" e "usar" o "sopro mágico". É meus amigos...se interem do "sopro", se interem do "sopro..." Aí consiste a "mágica"!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

ANIVERSÁRIO DO PEDRO

Hoje particularmente estou muito feliz. Há seis anos nascia "um de meus olhos"; o Pedro!!! Quando ele tinha quatro dias registrei sua chegada nessa crônica:

Aos dois dias do mês de Setembro de 2003 chegou o nosso Pedro. Já chegou dando susto no papai e na mamãe. No meio da madrugada se anunciou através de uma bolsa rompida. Como só se anunciou e não pediu passagem, só foi nascer mesmo às 10:33 hs de parto cesárea.

Na sala de cirurgia todo mundo tranquilo: minha médica, seu marido (também médico), um anestesista e duas enfermeiras. Equipe pronta para a recepção. Recepção essa que foi de uma rapidez impressionante. Não demorou meia hora e já escutei o chorinho do meu "HAVAIANO" (foi assim que o médico o chamou, pois tinha três colares do cordão umbilical enrolados no pescoço). Graças ao bom e velho Deus, esse fato não o prejudicou em nada. Nasceu pequeno (48cm e 2.740 Kg) mas absolutamente normal...e lindo!!!

Bom, preciso dizer que me apaixonei de imediato.Olhava pra ele no bercinho já no quarto, e tinha uma sensação gostosa de "coisa boa", de "energia positiva", de que esse "carinha" ia ser meu "camarada"!! Nascia ali uma forte relação entre nós dois...

Fomos embora prá casa e papai foi registrá-lo: "Pedro Valledepaz Daniel descendente de la nobreza espanhola", como meu pai gostava de dizer. E  "descendente de la pobreza espanhola" como dizia eu só pra irritá-lo!

Agora estamos naquela primeira semana de adaptação. Tudo é novo pra mim e pra ele. No começo ele não queria mamar e eu com os peitos cheios de leite ansiosa por não conseguir amamentá-lo. Acho que ele não sabia direito ainda como funcionava a mecânica da coisa mas agora aprendeu e mama feito um cabritinho...

Pedrinho já teve muitas visitas por aqui; tios, tias, primos, todos querem ver o caçulinha. A vovó Aparecida e o tio David chegam no domingo e vai ser uma confusão gostosa. Bom mas esse é outro capítulo. O que importa é que estamos todos muito felizes e eu me sentindo muito premiada por ter recebido "meu pequeno grande homem"!  "SEJA BEM-VINDO, MEU FILHO! SEJA MUITO BEM-VINDO!!"


Esse, sem dúvida, foi um dos momentos mais sublimes da minha vida. Não quero aqui julgar a mulher que opta por não ter filhos, nem mesmo classificá-la de infeliz ou problemática. Cada um faz suas escolhas, mas pra mim...não conseguiria mais imaginar a minha vida sem o Pedro e o Davi! E quando digo "meus dois olhos", é assim que os vejo: depois que nasceram passei a enxergar a vida de uma maneira diferente...ganhei "dois olhos" novos...