terça-feira, 30 de outubro de 2012

DAVI NO CONTA GOTAS: DUAS GOTAS...


Primeira gota:

Hoje de manhã brincando com o Chaves, o gato que apareceu por aqui e acabou ficando, disse para o Pedro e para o Davi:
-Caramba! O Chaves come, come, e não engorda...
-É porque ele não é castrado, mãe...(Pedro disse)
Nesse instante, o Davi leva as duas mãozinhas à pancinha que exibe com pouco orgulho e diz:
"-MANHÊ...EU TÔ CASTRADO!!"







Segunda gota:

Os meninos chegam a mil do colégio. É um vuco vuco...
Eu tentando acalmar os ânimos, digo para o Davi:
-Davi, já para o banho! Tire a roupa, feche o box para não molhar o banheiro todo e não jogue água no teto, ouviu?!
E ele me responde já tirando a roupa:
-SIMMMM, PROFESSORA HELENA!!!
(ele sabe que eu acho essa professorinha muito chateeeenha!)

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Verso Pelo Avesso

Viro o verso pelo avesso,
Não tenho medo do reverso.
O que não rima, 
Não desanima.
Você é meu exercício
de desprendimento.
Nada espero, nem idealizo.
Somos tão diferentes
que nos encontramos na outra ponta.
E o encontro instiga, atiça,
coça, roça,
assanha a sanha.
Sei que vou morrer não sei a hora
mas se vivo, viva o coração no pulso! 
Tomo gosto e ponho meu barco no mar.          
Hoje é dia do Círio de Nazaré.                             
Nazinha que me proteja
e vice-versa!
Faço o sinal da cruz,
Reverencio Yemanjá

e viro o verso pelo avesso...

(post publicado originalmente em Interrogações)

terça-feira, 2 de outubro de 2012

"Esta pouca cinza fria..."

A segunda-feira amanheceu silenciosa.
Reverência às convicções que trago comigo há tempos,
mas que hoje têm sabor de descoberta.
Amargo.
Dia-a-dia,
num processo mórbido de expiação de uma culpa que não existe,
mas insiste,
vou me tornando o meu grande algoz.
Morri ontem e só agora sei que não vou ressuscitar no terceiro dia.
Descobri tarde demais que não era Deus.
Você, que já sabia, não me perdoou e
me deixou morrer sozinha...
"Envelhecer não é nada fácil!"