domingo, 25 de julho de 2010

"CORDEIRO FELIZ-CIDADE!"

sexta-feira, 23 de julho de 2010







                                           fotos.blogspot.com/2009_05_01_arc



Cordeiro é uma cidade "encravada" nas montanhas do interior do estado do Rio, bem ali no "centro norte fluminense". Deve ter agora, uns vinte ou vinte e cinco mil habitantes, se muito. E, por essas idas e vindas do destino, acabei morando por uns tempos nessa cidade. Meu pai, que era comerciante, abriu uma loja de roupas, também lá, e eu fui, com "vinte e um aninhos", tomar conta da loja. Foi uma experiência bem interessante. Na época, morava sozinha, e tive que aprender a dosar liberdade com responsabilidade.

Sabe, às vezes fico pensando...como a gente é "valente" aos vinte e um, né?! Nossa! Se pudesse voltar a ter um pouco da impetuosidade que tinha nessa idade. Tá, tudo bem...se pudesse ter "a pele" também dessa idade, não seria nada mal. Hoje, na casa dos "trinta e monte", para tomar uma decisão, penso, pondero, não penso mais só por mim, afinal vieram os filhos, discuto com o marido, vira um verdadeiro "fórum de idéias" que, ás vezes, não saem do papel. Normal...só que de vez em quando, sinto saudade do: "PENSOU, GOSTOU, FOI LÁ E FEZ!" Assim mesmo; de "prima", "PÁ!"

Nessa época, ( ih, tô cheia de "nessa época") não fiz muitos amigos em Cordeiro, (conhecia muita gente de "oi") mas fiz alguns amigos muito bons, com quem tenho contato até hoje. Pessoas realmente muito queridas para mim, que pretendo rever amanhã, na famosíssima EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE CORDEIRO. Êta festa boa, sô! Já fui muuuito!! O curioso é que, essa exposição agropecuária, não tem rodeio. Pelo menos não tinha. De dia, têm os concursos dos bichos, coisa e tal, e de noite são os shows. Amanhã quem canta lá é Nando Reis, que gosto mais como compositor, do que propriamente como cantor mas, "tá valendo". Iria até se fosse forró. Me perdoem "as Joelmas e Ximbinhas de plantão", mas não consigo gostar de forró, e olha que o meu gosto musical é até que bastante eclético.

Estou preparadíssima e ansiosa para ir a Cordeiro, essa FELIZ CIDADE que guarda tantas histórias minhas. Foi lá por exemplo, que conheci meu marido, e foi lá também que ele viu um boi "ao vivo" pela primeira vez, não necessariamente nessa ordem! Isso daria um outro post, como daria um outro post também, o "enterro do carnaval de Cordeiro", na quarta de cinzas, as festas de "reveillon" na pracinha, e os "bailes do Hawaí, no único clube da cidade, no "morro da piscina"...enfim, como diria o "calabocagalvão": "HAAAJA CORAÇÃO, AMIGOS!!"

Então tá combinado: sábado, alto astral, rever amigos e se divertir bastante com esse revival muito especial! Beijo e... não me liga porque vou estar muito ocupada.CORDEIRO? Aí vou eu!!

"...todo mundo espera alguma coisa, de um sábado a noite!"

sexta-feira, 23 de julho de 2010

"UM DIA 'QUASE' PERFEITO DE FÉRIAS!"

     Nem bem o Pedro entrou em férias e já colocamos o pé na estrada. Fomos correndo para a casa da vovó! Nesse caso, a "casa da vovó", também é por tabela, a "casa do tio, da tia e dos primos". Os ares por aqui são os mais estimulantes possíveis para os meninos (Davi e o Pedro). Meus sobrinhos, além de saberem tocar instrumentos, (Aline toca guitarra, violão e tem uma banda de rock. David Lucas, toca bateria e agora está começando a aprender gaita) são atores. Minha cunhada é produtora de teatro, atriz, cenógrafa...e se precisar, pelo amor ao teatro, ela borda, chuleia e...o que eu acho mais importante, tem uma paciência de "Jó" com as crianças. Aonde ela vai, parece o "Flautista de Hamelin"; vai aquele monte de "bacurizim" atrás. Ah, e prá completar, tem o meu irmão que é radialista, e dá vida a inúmeros personagens no seu programa diário de rádio. Enfim...difícil voltar para casa sem muitas histórias para contar. A programação é extensa!
     No domingo, enquanto eu levava a vovó para passear, minha cunhada foi com os meninos e  com a outra sobrinha que veio comigo, a Carla, ao "Planetário da Gávea". É o que eu chamo de programa "BBB" : "BOM,BACANA E BARATO!" Prá começar, assistiram a uma peça no Teatro Maria Clara Machado chamada; "IGI, a árvore da vida."  
                                                                                                                                                                Dois menestréis chegam para apresentar um espetáculo, mas em função de uma amnésia de ambos, precisam ser ajudados pelo bom e velho baleeiro da platéia que conta uma lenda ancestral: IGI: A ÁRVORE DA VIDA.
Essa história fala de OJÚÀRE (olhos inocentes), um jovem rapaz que, para recuperar a saúde e felicidade de sua mãe OKANÌFÉ (coração de amor), e aconselhado pelo adivinho da aldeia, vai encontrar a “folha da vida” que habitava no ponto mais alto da copa da árvore mais antiga da Aldeia: O BAOBÁ.
Nessa viagem ele encontra alguns amigos e vários obstáculos, conseguindo sempre superá-los através da inteligência e dos bons sentimentos.
Ao fim dessa intrépida viagem, ele não encontra exatamente o que espera, mas algo muito mais valioso, que transforma completamente os rumos de sua vida.
Pedro (6 anos) entendeu e gostou de tudo. Já o Davi (2 anos), oscilou entre o
 encantamento e a impaciência.
Depois da peça, a "festa" continuou com os planetas. Pedro demonstrava toda a sua sabedoria sobre o assunto. Ia andando e apontando com o dedo, fazendo comentários pertinentes...quase um astrônomo! (Êh, mãe besta....) 


No final do programa, na hora em que minha cunhada, Denise, se despedia dos seus amigos atores, eles foram muito carinhosos, principalmente com o Davi por ser o menorzinho. Não vejo nada demais nisso. Mas...Pedro enciumado, não perdoou e, quando já no carro, a tia perguntou: "E aí, Pedrinho? Gostou? Ele respondeu "emburrado": "mais ou menos,tia...ninguém me deu tchau!"  Ahhhhh, tadinho! Haja psicologia!  


(PLANETÁRIO DA GÁVEA/RUA PADRE LEONEL FRANCA,240-GÁVEA/RJ)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

CINEMA COM CANAL 100 (BOAS LEMBRANÇAS)

Tudo que eu gosto, coloco na "GAVETA". Por isso, meu irmão (que veio de looonge me visitar) também está  aqui! . Será que você também se  lembra do CANAL 100 antes da exibição dos filmes no cinema? Não? Então dá uma olhada...Olha só o que ele escreveu:


  
   "Em meados da década de 70, lembro-me com prazer das sessões vespertinas no antigo cinema de minha cidade que, como inúmeras outras salas do gênero, acabou virando bingo e depois, igreja.
   A galeria em que ficava a tal sala, (que era para 1200 pessoas, algo incomum numa cidade do interior, na época), era enorme. Não sei se a galeria era enorme de verdade, ou se nós é que ficávamos fascinados com o local. O fato é que, tinha de tudo nas lojas que se dispunham simetricamente lado a lado: sorveteria, bomboniere, jornaleiro, loja de roupas e calçados, bares... 
   Na entrada do "Cine", ao final da galeria, avistava-se uma grade tipo "porta pantográfica" de 6 metros ao lado de um par de roletas barulhentas.
Esperávamos pelos colegas do Colégio Jesuíta ou pela namoradinha que às vezes não aparecia, porquê o pai não tinha deixado, e entrávamos pelas não menos imponentes portas principais pesadíssimas. 
Pronto. Ía começar a sessão...antes do filme, propaganda obrigatória dos governos da ditadura militar e, o CANAL 100. 
   Nós, que não tínhamos acesso aos memoráveis jogos do Estádio Mário Filho, o Maracanã, assistíamos as produções como se estivessem acontecendo naquele momento, ao vivo, com direito a grito de torcida e tudo. As jogadas dos grandes craques, as torcidas maravilhosas, num "Maraca" que recebia até 150 mil pessoas e a narração de Cid Moreira, novinho na época...A molecada de hoje diria: "que mico!". Só que jamais sentirão o que sentimos. Jamais viverão o que vivemos nos idos dos anos 70. Que bom! Cada jovem vive sua história de maneira diferente!"                            
                                                            (David Rangel)

terça-feira, 6 de julho de 2010

"QUEM ESTÁ REALMENTE NU?"

E quem disse que Maradona não ficou "pelado"??
(download da foto:www.ideodesign.com.br/maradona.jpg)

Na verdade, essa montagem é baseada na obra (BIG MAN) do escultor "Run Mueck".  

"Mueck" tem 52 anos, é australiano, (nasceu em Melborne) e é um artista muito conhecido no mundo todo pelas suas esculturas hiper-realistas. Esculturas que, principalmente as que retratam pessoas nuas, são muito instigantes. Não pela nudez em si, mas pela riqueza de detalhes que possuem, pelas expressões faciais reproduzidas fielmente e, sobretudo pela profundidade que todas têm. Impressionante como parecem nos perguntar o tempo todo,"quem está realmente nu!"  


Aqui,"Mueck" começando uma de suas obras "mulher grávida". Primeiro ele faz a maquete pequena e em barro e depois...
...fica assim!

Mais algumas obras desse trabalho sensacional...
(Mueck ficou conhecido ainda, por causar muita polêmica quando retratou o próprio pai morto e pelado na obra "DEAD DAD")

sexta-feira, 2 de julho de 2010

"VAMOS BRINCAR DE ESTÁTUA?"



































...nos vemos na COPA DE 2014!!!!
                                                                                            
(ILUSTRAÇÃO DE CEÓ PONTUAL)