quinta-feira, 29 de março de 2012

"Enquanto há dentes bons, há esperanças"

(Post que eu escrevi para o "Balaio da Gata" no Interrogações (blog PHINO do meu amigo Zatônio/ Mestre Zats)

Com o sério propósito de me tornar uma gueixa de verdade, vou sempre ao supermercado comprar o sagrado pãozinho nosso de cada dia para os três amores da minha vida (o que foi, Mestre Zats? Não entendi a gargalhada. Quer, por favor, respeitar o meu esforço?). Continuando... hoje, já no caixa, a cena de dois rapazes olhando atentamente a capa de uma revista me chamou a atenção. (Qual é o problema? Perguntarão vocês, atenciosos e amados leitores). Nenhum, não fosse o fato de nessa capa não existir um famoso derrière avantajado, mas sim, apenas o rosto de uma dessas mulheres bem comuns aqui da Terra mesmo. Enveredando pelo campo minado das generalizações, definitivamente achei que nada ali poderia despertar a atenção daqueles jovens mancebos. Encafifei. Encafifei até ouvir sem querer (mentira!) o sutil diálogo entre eles:
“-Olha só! Que sorriso bonito! Nem tem photoshop!
-É verdade! Ela tem os dentes bons! 
-É! Com uns dentes assim, qualquer coisa eu até encarava...
-Hehehe...” 

 Ãh? Como assim? Choquei! 



(ATENÇÃO PARA O MOMENTO "CARA DE PERA" DE CLARINHA)


Pois foi assim, meus amores, diante de tamanha decepção, que descobri nesse momento como a importância de uma boa dentição, às vezes, pode estar relacionada a algo mais "profundo" do que somente a questões de estética e saúde. Saí do supermercado, não por acaso, me lembrando que preciso urgentemente colocar o meu aparelho ortodôntico. Imagina se encontro um tipo desses pela frente a fim de me “encarar"? Preciso estar com os dentinhos em dia para o cidadão, nem que seja para mordê-lo e matá-lo de raiva. E aí, vai encarar? 
Bom, deixem eu voltar para o meu exercício diário de abdicação, dando sequência ao sério  propósito de me tornar uma gueixa. (Tá rindo de novo, Mestre Zats? Quer parar? Saco!)

segunda-feira, 26 de março de 2012

"Davi no Conta Gotas"

 "Discutindo" com o Davi (4 anos):

"...e você não sabe de nada, mãe! Eu é que sei, cão é dog, gato é cat e eu não sou mais seu filho!"



segunda-feira, 19 de março de 2012

"Anjo da Guarda Underground"


Meu anjo da guarda é torto.
Caolho, tarado.
Só quer me comer...
...só quer me comer
Pra me proteger.

Meu anjo da guarda é torto.
Ateu, já foi ao inferno
Mas hoje mora numa nuvem...
...que sai do seu cigarro.

Meu anjo da guarda é torto.
Surdo mas me ouve como ninguém.
Tem as orelhas do Lobo Mau.
Conhece bem a Vovozinha e a Chapeuzinho que alimento.

Meu anjo da guarda é torto.
Mas quando estou em perigo,
Grito e ele vem
Abre as suas asas
Acolhe a minha alma
Me faz rir...
...me acalma.
A vida é para os fortes. Só quem é anjo e torto sabe...

terça-feira, 13 de março de 2012

"É DIA DE DAVI!"

     Na primeira vez que te vi, há quatro anos, você era rosa. Você chorou e eu sorri. Maior do que eu esperava, ocupou um espaço enorme em mim. Não me importei. Gostei! Tomou todo o meu tempo, meus dias, minha insônia e também os meus seios. Virou tema recorrente nas minhas rodas de conversa e assunto para a minha falta de assunto. Mas não me policiei.
     Eu me permiti lamber, cheirar, beijar, babar, errar e acertar. Aprendi a compartilhar, doar e receber. Ouvi muitos conselhos. Uns até segui. Outros, dei de ombros. Simpatias? Até hoje sei um vasto repertório, mas fazia só a do pontinho vermelho. Aquela do soluço. soluço. E não é que parava?!
     Recorri mesmo foi ao instinto. Não ao materno, mas sim,  ao de sobrevivência. Precisava "sobreviver", e bem, por você e por mim ao evento que é ter um filho, ainda que fosse o segundo, tão essencial, querido e diferente do primeiro, o Pedro.
     Davi é a minha segunda janela. Mais uma chance que tive de espiar com singularidade e generosidade o mundo que, com certeza, ficou bem melhor depois que eles chegaram. São meus dois olhos por onde enxergo através do amor. Onde me reconheço mais humana, mais condescendente até comigo. Pode ser clichê mas não me importo, vou me permitir. Porque com eles é assim:  vivo me permitindo e tenho sido redundante e obviamente FELIZ! Não vou me policiar...não com eles!




quarta-feira, 7 de março de 2012

"A GENTE NÃO QUER SÓ ROSAS, POEMAS E CANÇÕES!"

   Amanhã, dia 8 de Março, comemora-se mais um "Dia Internacional da Mulher". Rosas, poemas e canções geralmente são os mimos com que nos presenteiam nesse dia. Mas aqui no Guarujá, nós mulheres, receberemos do Poder Público boa dose de descaso, abandono e muito, muito mato...


(Prédio onde deveria ser o Centro de Referência da Mulher do Guarujá)

   Nesse prédio abandonado funcionava, já em condições precárias, a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) do Guarujá. No intuito de construir no local um Centro de Referência da Mulher a Prefeitura desalojou a DDM, fazendo com que ela se resumisse ao que é agora: uma sala na Delegacia Pública da cidade. Além de comprometer o atendimento à mulher que foi vítima de violência, pela inadequação do local onde a DDM se encontra hoje, nem um tijolo sequer foi colocado ali no que seria o futuro CRM. 
   O caso por si só já demonstra o descaso com que o Poder Público vem lidando com a questão. Se analisarmos ainda que o Guarujá, seguindo na contramão do panorama nacional, aumentou seu índice de mortalidade infantil nos últimos dez anos por falta de atendimento ao parto (Folha de São Paulo/ 30-08-2011), essa morosidade em resolver o problema, em colocar em funcionamento um Centro que seria de suma importância para auxiliar no atendimento as carências gritantes das mulheres da cidade, o caso torna-se ainda mais assustador.
 
  A verba existe e já foi liberada, o espaço existe e está disponível. O que está faltando então? 

CRONOGRAMA DA MOROSIDADE:

Conforme informações oficiais do site da Prefeitura do Guarujá, em 16/03/2011, a verba para a construção do Centro de Referência da Mulher é anunciada:

(16/03/2011)
"Guarujá vai receber o maior investimento em Saúde dentre os municípios da Baixada Santista. (...)
 Já o Centro de Referência da Mulher será instalado em Vicente de Carvalho, na Avenida Santos Dumont."



Na Conferência  Municipal de Políticas Públicas Para Mulheres, em 29/08/2011, a implantação do Centro, assim como a reforma da DDM, que até hoje também não ocorreu, são anunciadas.

(29/08/2011)
Na oportunidade, a prefeita anunciou que a Delegacia Sede de Guarujá, assim como a Delegacia de Defesa da Mulher, será reformada, para atender as mulheres vitimizadas e que o Governo do Estado já reservou R$ 1 milhão para a implantação do Centro de Saúde e Atendimento à Mulher. O centro será implantado no prédio onde funcionava antigamente a DDM, em Vicente de Carvalho.



Na cerimônia de entrega da unidade do Hospital Emílio Ribas no Guarujá, em 27/11/2011, onde antes funcionava o Hospital Maternidade Ana Parteira,  fechado por irregularidades, o governador Geraldo Alckmim garantiu que a verba estaria à disposição do Executivo no dia seguinte.

(27/12/2011)
O governador trouxe ainda outras boas notícias para a Pérola do Atlântico. Uma delas é a liberação de R$ 1 milhão para construção do Centro de Referência da Mulher, em Vicente de Carvalho. Segundo Alckmin, nesta quinta-feira (28), o montante estará à disposição do Executivo Municipal, para início das obras. O Centro será erguido na antiga delegacia da Mulher.

E, EM 07/03/2012...A REALIDADE



DESCASO, ABANDONO E MUITO MATO!!!

No Dia Internacional da Mulher, nos dêem o nosso CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER! Não porque seja um presente, não porque seja um favor, mas sim, porque é um DIREITO nosso. Direito à saúde, à assistência social, ao planejamento familiar, ao atendimento adequado em caso de violência. Dêem-nos DIGNIDADE E RESPEITO! AS MULHERES DO GUARUJÁ AGRADECEM...
...depois disso, se quiserem continuar nos dando "rosas, poemas e canções", sem problemas. Algumas de nós até gostam.