quarta-feira, 4 de agosto de 2010

"PARA O MEU PAI!"



Essa música do U2, diz muito do que era a minha relação com o meu pai. Apesar de amá-lo incondicionalmente, admirá-lo por toda a sua coragem e histórico de vida, nem sempre era um relacionamento fácil. "Talvez se não fôssemos tão parecidos...talvez se ele não quisesse sempre fazer tudo sozinho, ou da maneira dele...talvez, talvez, talvez! Saudade PAI! Essa é prá vc...como disse o "Bono" no show em 2006 aqui no Brasil, "paro o mi... meo pai!" (ele não soube pronunciar corretamente, mas com certeza a emoção que ele transmitiu quando cantou essa música, foi perfeita!)

Sometimes You Can't Make It On Your Own
U2 (tradução)

Teimoso, você acha que entende das coisas
Você diz pra mim e pra qualquer um
Que você é duro o suficiente

Você não tem que resistir
Você não tem que estar sempre certo
Deixe que eu levo alguns golpes
Por você essa noite

Ouça o que eu tenho pra te dizer agora
Eu preciso que você saiba
Você não tem que aguentar tudo isso sozinho

E é você quando eu olho no espelho
E é você quando eu não atendo o telefone
Às vezes você não consegue fazer tudo sozinho

Nós brigamos o tempo todo
Eu e você... está tudo bem
Nós somos a mesma alma
Não preciso... Não preciso ouvi você dizer
Que se não fossemos tão parecidos
Você gostaria de mim um pouco mais

Ouça o que eu tenho pra te dizer agora
Eu Preciso que você saiba
Você não precisa aguentar isso tudo sozinho

E é você quando eu olho no espelho
E é você quando não atendo o telefone
Às vezes você não consegue fazer tudo sozinho

Sei que não conversamos
Já estou cheio de tudo isso
Você pode me ouvir quando eu
Canto, você é a razão de eu cantar
Você é o motivo pela opera estar em mim

Onde estamos agora?
Eu tenho que te deixar saber
Uma casa não é necessariamente um lar
Não me deixe aqui sozinho

E é você quando me olho no espelho
E é você que faz isso ser difícil de passar
Às vezes você não consegue fazer tudo sozinho
O melhor que você pode fazer é fingir
Às vezes você não consegue fazer tudo sozinho

3 comentários:

  1. Nossa...linda a letra!
    Mesmo prum moço sem pai e sem filhos! Buuuuááá!!!
    Filhos ainda posso ter!
    Afilhados também!
    Sobrinhos eu tenho David Lucas, DaDá, Aline e Pedro.

    ResponderExcluir
  2. Olha lá...o bom moço de volta!!!Vc é um fôfo!!

    ResponderExcluir
  3. fiquei tão feliz com seu comentário que vim correndo aqui ler seus posts sobre seu pai. Mas fiquei tão emocionada que tudo que ensaiei pra escrever se perdeu... acho que vou dizer apenas que vou aprendendo com você. A blogosfera tem dessas coisas fantásticas!
    beijos

    ResponderExcluir