sábado, 2 de junho de 2012

"Ligar pra Andreia sempre funciona!"

 (Post publicado originalmente no Interrogações)
Apesar da quantidade enorme de endorfina liberada pela minha hipófise nesse feriado, hoje acordei triste, tristinha. Sabe quando você está com o fone de ouvido e acendem aquela luz vermelha na sua frente e você responde:"SIM!"? Pois é, hoje estou exatamente no momento em que descubro que vou levar o abacaxi ao invés da bicicleta. E eu queria a bicicleta. Ah, como eu queria aquela bicicleta... Vai passar, eu sei que vai. Como eu dizia a um velho amigo que se foi a pouquíssimo tempo, estou só tendo um "dia de gato, no caso, de gata esfregando o rabo". Nunca viram a bichinha pedindo colo? Como estou sozinha, vim esfregar o rabo aqui mesmo nas pernas de vocês. Sejam complacentes comigo, por favor. Alguém aí tem algum palpite do que possa estar me afligindo? Ãh? TPM? Não, tenho mas fico nervosa e não triste. Briga com "Sinhô Meu Marido"? Não, fico nervosa e não triste. Falta de grana? Já me acostumei. Não fico nem nervosa e muito menos triste. Menopausa? Só se for precoce, meu bem! Obrigada por tentar me fazer rir, não funcionou... próximo...musiquinha ajuda? Já estou ouvindo... O que estou ouvindo? Maysa... Não escutou, eu disse: Maysa... Eu disse MAYSAAAA!! "Meu Mundo Caiu". Tá bom, tá bom... já troquei...mas é que...tá bom, tá bom... Vou sair e cortar o cabelo. Se não voltar parecendo um poodle como já aconteceu, pode ajudar. Esquece! Minha cabeleireira se mudou e nem me deu o endereço novo. Ingrata! Dei a ela as melhores madeixas da minha vida. Cabeleireiro bom era o Márcio. Uma verdadeira sessão de análise. Quando chegava lá no salão dele, ele me via na porta e já gritava: "Claguiiinha, sua guinda! Hoje é franja na frente e pica atrás?!" Ai, ai... Saudade do Marcinho. Bom, acho que vou ligar pra uma amiga. Quem precisa de analista quando se tem amigos, neam?! Vou ligar pra Andreia. Amiga de infância. Perfeita para esses dias de calundu. Andreia é aquela pessoa que quando encontro na rua tenho até medo de perguntar se está tudo bem (lógico que é pra essa mesmo que vou ligar!). Toda vez que ligo ela faz questão de desfiar o rosário todinho. Quando desligo, me sinto ótima como se não tivesse problema nenhum. Tratamento de choque, sabe?! Comigo funciona. "Telefonar pra Andreia é batata!" Ah, gente... pera aí...como assim "não vai funcionar"? Vai sim... Não, não quero...Isso também não... Olha aqui, vou tentar a Andreia, se não der certo, ligo a TV, ponho no Datena e emburaco de vez. Fui!
      "- Alô, Andreia? Jura? Não acredito... Mas me conta, como é que isso foi acontecer com você?!"             




Nenhum comentário:

Postar um comentário